Seguidores

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

ETAPAS CONTEMPLADAS NA ROTINA PARA EDUCAÇÃO INFANTIL

ACOLHIMENTO – Recepção das crianças, contato com os familiares.
RODA INTERATIVA – Trabalho coletivo planejado a partir de um conteúdo
curricular previsto nos projetos, geralmente antecedido por uma verificação
coletiva de crianças ausentes, marcação da data, construção da rotina e
finalizada com avisos e explicações sobre a atividade seguinte.
ATIVIDADE – Geralmente pelo adulto e proposta para todo o grupo. São
atividades importantes para se trabalhar atenção, concentração e a capacidade
das crianças de atenderem a propostas feitas coletivamente ou individuais,
podendo realizar em diferentes locais, dentro e fora da instituição.
ATIVIDADES DIVERSIFICADAS – Estas atividades permitem que as
crianças escolham o que desejam fazer. É um momento adequado para
interações e observações significativas do professor junto às crianças podendo
intervir e acompanhar o que elas fazem. Acontecem na primeira meia hora do
período letivo. São três propostas simultâneas de atividades; jogos de
construção, atividades de artes (desenho, colagem, recorte, etc), leitura de
livros e revistas.
HIGIENE PESSOAL – Lavar as mãos com independência, vestir-se e despir-se, usar o banheiro de modo cada vez mais autônomo.
LANCHE – RECREIO – Momento essencial para o saudável desenvolvimento da criança, além de fazer parte do processo educativo. Durante as refeições, a criança tem a oportunidade de relacionar-se com o outro, adquirir muitos
conhecimentos e ao mesmo tempo desenvolver sua autonomia
Acontece na área externa, por trinta minutos. Momento em que
ocorrem jogos espontâneos ou propostos pelo professor.
HORA DA HISTÓRIA – Todos os dias são contadas ou lidas histórias de
tradição oral ou da literatura infanto-juvenil.
ATIVIDADES DE EXPRESSÃO:
1)ARTÍSTICA – Neste momento as crianças são estimuladas a imaginar,
isto é, povoar sua mente de idéias para se expressarem livremente. Ao
modelar, desenhar ou pintar, a criança representa o que consegue perceber da
realidade em que vive.
2)CORPORAL – São sugeridas atividades físicas amplas ou específicas, na
qual as crianças possam correr, subir, jogar, realizar jogos de regras, utilizar
brinquedos do parque, etc.
3)MUSICAL – Esta atividade contribui para a formação, desenvolvimento
e equilíbrio da personalidade da criança. É oferecido a ela um repertório
variado (cantigas populares, cantigas de roda, músicas clássicas, etc) e
inclusive são incentivadas a criação de letras de canção e a utilização de
instrumentos musicais.
OBS.: Estas atividades deverão ser contempladas em dias diferenciados.
JOGOS DE MESA – Neste momento são utilizados os jogos de: quebracabeça, jogo da memória, dominó, loto leitura, etc. Pelo seu caráter coletivo, os jogos permitem que o grupo se estruture, que as crianças estabeleçam relações ricas de trocas e se acostumem a lidar com regras, conscientizando-as que podem ganhar ou perder.
AVALIAÇÃO DO DIA – Trabalho orientado para que a criança perceba a
seqüência lógica das atividades, bem como para que o professor proceda com a auto-avaliação
SAÍDA
OBS.: Este é um exemplo de rotina, sendo que haverá ajustes que
devem ser feitos para atender as especificidades de cada grupo e a
seqüenciação dos trabalhos.

domingo, 20 de dezembro de 2009

UTILIZEI ESTAS PLAQUINHAS PARA CONSTRUIR COM MEU MATERNAL DE 2009 AS REGRAS DA SALA DE AULA.






OPTEI PELAS PLAQUINHAS COM REGRAS ACRESCENTANDO SEMPRE AS PALAVRAS, NÃO PODE, ASSIM ELES IDENTIFICAM O CARTAZ COMO AÇÕES PASSÍVEIS DE PROIBIÇÕES.
CRÉDITOS PELAS PLAQUINHAS
ACHEI NO PICASA....SE FOREM SUAS ME AVISE QUE DAREI OS DEVIDOS CRÉDITOS.

PRIMEIRO - Coloque seus alunos sentados em frente a um suporte, pode ser uma cartolina, kraft ou outro previamente disposto onde você queira que o cartaz fique fixo.



SEGUNDO - Explore com eles as possibilidades de uma boa convivência na sala de aula com seus colegas.




TERCEIRO - Estabeleça para eles os limites que terão que ser respeitados por todos.



QUARTO - Comece a mostrar as plaquinhas com as regrinhas e tente deixar que eles digam o que eles entenderam por aquela gravura. Depois você vai frisar o que a gravura significa, ou seja, qual a regra que ela representa.




Estabeleça claramente qual será a situação de quem quebrar aquela regras.




Assim sucessivamente acrescente cada nova regra ou plaquinha de regra explorando-a ao máximo.




Para que as regras sejam funcionais é preciso que você no início, quando estas forem quebradas, chame atenção das crianças para a regra que foi quebrada. Especificamente no caso do, maternal 3 anos, eu relevei toda primeira vez dos alunos para que estes pudessem apreender a nova situação da sala.




Nova situação porque? Em muitas creches percebe-se que o professor limita a ação dos alunos por uma portinhola que é fechada para que os alunos não saiam da sala sem permissão. Até acredito que isto bem se aplica aos bebês. Mas, na situação do maternal o ideal é o ambiente se aproximar cada vez mais de um espaço em que as regras precisam ser respeitadas. Por isso, isolei a portinhola e definitivamente abri a porta limitando para estes a saida somente em caso de permissão do professor, através das regras construidas no cartaz. O resultado no início não foi satisfatório diante da situação de sempre terem tido o espaço limitado pela portinhola. Quando percebiam a abertura, saiam. Com o passar dos dias, e com um espaço reservado para o momento de sentar para pensar sobre a quebra das regras, consegui um bom resultado. No mês de maio, já me pediam para ir ao banheiro, tomar água, etc. Como nem tudo é 100%, tive dificuldades com dois alunos que além de serem infrequentes demonstraram até o último dia grande rejeição pelas regras. Mas, isso não vai me impedir de continuar a construir minhas regrinhas, pois, limitar espaço com portinholas fechadas é muito fácil, mas é extremamente anti-didático.

QUE IDÉIA LEGAL!

Utilizar brincadeiras infantis como atividade freqüente significa abrir um canal para explorar idéias referentes a números de modo bastante diferente do convencional. Enquanto brinca, a criança pode ser incentivada a realizar contagens, comparações de quantidades, identificar algarismos, adicionar pontos que fez durante a brincadeira, perceber intervalos numéricos. O brincar proporciona oportunidades de perceber distâncias, desenvolver noções de velocidade, duração, tempo, força, altura, além da geometria com suas noções de posição no espaço, de direção e sentido, discriminação visual, memória visual e formas geométricas. É muito importante estimular o registro pictórico depois das brincadeiras.
Especificamente nessa brincadeira de bola ao cesto desenvolve-se noção de direção, sentido, localização, contagem, comparação de quantidades.

IDÉIAS PARA INICIAR O NOVO ANO ESCOLAR - 2010

CAIXA PARA GUARDAR PAPÉIS.

CHAMADA

ESSAS VISEIRAS COM A LETRA INICIAL DO NOME SÃO ÓTIMAS PARA OS PASSEIOS.




AMEI ESSA FORMA DE DISPOR A ROTINA. PODE SER COM MENOS DIVISÕES NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Não dei os créditos....Perdão! esqueci de onde tirei....RSSSSSSSSS

Ocorreu um erro neste gadget

VOLTE SEMPRE!




QUE BOM QUE VOCÊ VEIO! ESPERO QUE VOLTE SEMPRE...TEREI SEMPRE NOVIDADES TE ESPERANDO! BEIJINHOS!!