Seguidores

domingo, 20 de dezembro de 2009

UTILIZEI ESTAS PLAQUINHAS PARA CONSTRUIR COM MEU MATERNAL DE 2009 AS REGRAS DA SALA DE AULA.






OPTEI PELAS PLAQUINHAS COM REGRAS ACRESCENTANDO SEMPRE AS PALAVRAS, NÃO PODE, ASSIM ELES IDENTIFICAM O CARTAZ COMO AÇÕES PASSÍVEIS DE PROIBIÇÕES.
CRÉDITOS PELAS PLAQUINHAS
ACHEI NO PICASA....SE FOREM SUAS ME AVISE QUE DAREI OS DEVIDOS CRÉDITOS.

PRIMEIRO - Coloque seus alunos sentados em frente a um suporte, pode ser uma cartolina, kraft ou outro previamente disposto onde você queira que o cartaz fique fixo.



SEGUNDO - Explore com eles as possibilidades de uma boa convivência na sala de aula com seus colegas.




TERCEIRO - Estabeleça para eles os limites que terão que ser respeitados por todos.



QUARTO - Comece a mostrar as plaquinhas com as regrinhas e tente deixar que eles digam o que eles entenderam por aquela gravura. Depois você vai frisar o que a gravura significa, ou seja, qual a regra que ela representa.




Estabeleça claramente qual será a situação de quem quebrar aquela regras.




Assim sucessivamente acrescente cada nova regra ou plaquinha de regra explorando-a ao máximo.




Para que as regras sejam funcionais é preciso que você no início, quando estas forem quebradas, chame atenção das crianças para a regra que foi quebrada. Especificamente no caso do, maternal 3 anos, eu relevei toda primeira vez dos alunos para que estes pudessem apreender a nova situação da sala.




Nova situação porque? Em muitas creches percebe-se que o professor limita a ação dos alunos por uma portinhola que é fechada para que os alunos não saiam da sala sem permissão. Até acredito que isto bem se aplica aos bebês. Mas, na situação do maternal o ideal é o ambiente se aproximar cada vez mais de um espaço em que as regras precisam ser respeitadas. Por isso, isolei a portinhola e definitivamente abri a porta limitando para estes a saida somente em caso de permissão do professor, através das regras construidas no cartaz. O resultado no início não foi satisfatório diante da situação de sempre terem tido o espaço limitado pela portinhola. Quando percebiam a abertura, saiam. Com o passar dos dias, e com um espaço reservado para o momento de sentar para pensar sobre a quebra das regras, consegui um bom resultado. No mês de maio, já me pediam para ir ao banheiro, tomar água, etc. Como nem tudo é 100%, tive dificuldades com dois alunos que além de serem infrequentes demonstraram até o último dia grande rejeição pelas regras. Mas, isso não vai me impedir de continuar a construir minhas regrinhas, pois, limitar espaço com portinholas fechadas é muito fácil, mas é extremamente anti-didático.

2 comentários:

  1. Oi Vandinha!
    Temos novidades na comemoração do 2º aniversário do Blog Cultura na Rede!
    Seu comentário na postagem, você estará concorrendo um DVD do Dazaranha Banda local de Florianópolis. Participe!
    http://culturanateia.blogspot.com/2009/12/cultura-na-rede-comemora-2-ano.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanda, amei seu blog... gostaria de pedir permissão para postar em meu blog uma das suas postagens.. posso?

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

VOLTE SEMPRE!




QUE BOM QUE VOCÊ VEIO! ESPERO QUE VOLTE SEMPRE...TEREI SEMPRE NOVIDADES TE ESPERANDO! BEIJINHOS!!